+follow fanfic fanfic dan tumblr
Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

As certezas das minhas incertezas

Se a informação que me foi dada estiver correcta, podemos então afirmar que no dia 13 de Dezembro de 1995, senti pela primeira vez o mundo que hoje me abriga.

A juventude ainda era algo que predominava no rosto dos meus pais, mas juntamente com ela estava o orgulho de finalmente terem o seu segundo filho, a sua menina.

Recuando no tempo, eu posso perceber que nunca me faltou nada; quer emocional ou monetariamente. Até ao momento tudo o que estava ao alcance dos meus pais foi-me dado. Habituando-me um pouco a ouvir raramente um ‘não’, tornando-me até um pouco egocêntrica.

Algo que aconteceu a partir do momento em que tive o real controlo sobre os meus actos, foi optar por levar sempre uma vida rodeada de sorrisos, mesmo que por vezes fossem falsos… Mas também quem é que se importa com a sinceridade de um sorriso, sem ser o próprio? Num mundo egoísta, eu posso alegar que sou mais uma no ‘rebanho’. Mesmo pensando nos outros, olho sempre primeiro para mim, algo que me deveria custar a admitir, mas que na realidade apenas me faz ver o quão critica sou, quer seja comigo ou com outros assuntos.

Acho piada a coisas que raramente têm piada, dando então a conhecer um pouco do pequeno desequilíbrio que a minha mente tem. Captada pela pouca lucidez que me caracteriza, eu questiono-me quanto à seriedade que pressuposto é a regra principal para se levar uma vida segura e bem-sucedida, pois eu assim vejo-me obrigada a pensar o quão fracassada e infeliz será a minha.

Sempre me vi caracterizada por uma frieza sem explicação, uma tamanha arrogância capaz de ofender qualquer pessoa que se atreva a contrariar-me, sendo às vezes confundida com falta de educação. Fui ensinada desde muito pequena a preservar a minha liberdade, tendo desde então uns pais que por mais difícil que seja me tentam compreender e apoiar, quer acerte ou erre. O que chega a ser irónico, porque no meio de tanto carinho e atenção, eu não consigo igualar tais sentimentos. Ironia… falando nela, consigo afirmar sem qualquer dúvida ou temor, que ela é vista por mim, como uma boa aliada. Capaz de se tornar na barreira que eu nunca tive para me proteger, o que mais uma vez nos leva às aparências; ela na realidade não me protege, apenas faz crer a quem está de fora, o quão forte eu sou… algo que não é assim tão real, pois dentro da adolescente confiante existe a criança insegura e temerosa, que ainda até os dias de hoje tem medo da solidão e do abandono.

Chego a ter tantas controvérsias definições, que até a mim mesma me confunde. A minha mente é igual ou pior que o meu coração: um local cheio de dúvidas, onde a única certeza que tenho é o meu nome, e até mesmo esse teve que ser provado com uma certidão de nascimento. 

aqui está a minha auto-biografia para português.

p;αndяαde. ॐ às 17:50
ϟ | comentar. |
11 patos. x.x :
De Catie ♥ a 31 de Janeiro de 2012 às 19:06
oi ? Tenho uma irmã gémea ?
Ahahah , identifiquei-me imenso! 


De cate a 31 de Janeiro de 2012 às 19:34
well é só ar de mazona, não cumpro as minhas ameaças ahahah
curti tanto do teu texto, completamente bang! love it


De - anap do BAP a 31 de Janeiro de 2012 às 21:03
gostei muito da tua auto-biografia (':


De divadamaso a 1 de Fevereiro de 2012 às 21:29
ahahahah, que parvinha que eu sou xp. mas sim, concordo contigo, acho isso tremendamente estúpido -.- 


adorei a auto biografia!


De Hélder Silva a 2 de Fevereiro de 2012 às 19:04
bela imagem o:


De Cátia a 4 de Fevereiro de 2012 às 12:08
adorei o texto (:
beijinhos*


De Nini a 4 de Fevereiro de 2012 às 20:54
A tua imagem diz tudo... <3'


De SUSANA VENTURA a 4 de Fevereiro de 2012 às 21:04

Coitada xb


De joao a 5 de Fevereiro de 2012 às 18:58
gosteii, e identifico-me com a ultima parte xs "A minha mente é igual ou pior que o meu coração.." . Nestes dias, ja nem sei o que pensar LOOOL


De mariab*♥ a 10 de Fevereiro de 2012 às 18:13

Olá, desculpa a demora, mas só agora consegui parar aqui no blog S:
 tchi adorei como está a ficar ; ORA bem.. o texto vou-te mandar agora ;
 Eu digo idiotices, enrolo-me nas minha próprias palavras, digo coisas sem sentido, rio-me de mim mesma, rio-me das coisas sem graça, adoro a vida, sonho com a liberdade, sorrio para os sinceros e mando FODER os falsos, vivo os dias como se fossem os últimos, AMO meninos loiros de olhos azuis, quero ir a BuenosAires# e percorrer a América# , tenho vícios muito saudavéis, como vícios nada saudáveis, vivo cada dia para recordar no futuro e sabem ? adoro tudo isso ♥ 


comentar.