+follow fanfic fanfic dan tumblr
Terça-feira, 26 de Março de 2013

avô

"já amo quem me ama mas nem sempre isso aconteceu, só aprendi a dar valor ao amor quando o meu avô morreu."

ainda choro quando falam do teu nome, de tudo o que eras. partiste demasiado cedo e sem aviso prévio, doeu demais chegar a tua casa e te ver lá deitado, num caixão, sabias? dói ainda nos dias de hoje olhar para as tuas fotos e pensar que já não estás cá, que já não me vais perguntar pelo meu 'namorado', que já não vais sorrir quando me vires a entrar pelo teu quarto a dentro. nem eu tinha a noção dos meus sentimentos por ti, até tu me teres deixado... até tu teres deixado todas as pessoas que te amavam. foste fazer companhia à avó, mas então e nós? já nada é o mesmo sem ti. não consigo pensar em ti e não chorar, não consigo ouvir um "ele está a cuidar de vocês" e não sentir um aperto no peito. simplesmente não é justo teres partido, teres deixado tudo assim... mas sinceramente espero que estejas bem e feliz onde estás. eu amo-te e sempre o irei fazer, porque tu és dos melhores homens que alguém pode ter na sua vida. és o meu orgulho!

ps: não consegui ler aquela frase e não falar de ti.

p;αndяαde. ॐ às 20:25
ϟ | comentar. |
36 patos. x.x :
De Jessica Matthews a 26 de Março de 2013 às 20:45
sinto exatamente o mesmo que tu, mas pela minha avó...


De Marie Claire a 26 de Março de 2013 às 21:21
compreendo.te muito bem, o meu avô ainda nao morreu mas não falo com ele à muito tempo e quando estou mais fragilizada não consigo parar de chora quando ouço alguém a falar dos seus avós. eu sei que é dificil mas tens que acreditar que ele vai estar semore ao teu lado, disso não tenhas duvidas.


De Isabela a 26 de Março de 2013 às 22:09
Que lindo. Tenho a certeza que ele tem muito orgulho em ti querida!


De caatk a 26 de Março de 2013 às 22:15
Estou-te a seguir. 
Gostei do teu texto. Custa imenso perder um avô, sei do que falo. Também só percebi a dimensão do sentimento quando ele partiu, agora custa-me relembrar cada momento. 


De umaraparigadesapatilhas a 27 de Março de 2013 às 01:02
mas as tuas são bonitas :o


De mel a 28 de Março de 2013 às 00:16
então e eu fiz o meu comentário com base na correcção que fizeste ao teu primo, uma vez que disse: "bem dito".
ja agora, não conheces utilizadores do mundo dos blogs que saibam fazer "themes"?


De liz collingwood a 28 de Março de 2013 às 00:55
entendo mas não consigo imaginar o que estás  a passar e certamente é uma situação mesmo mesmo complicada. adorava ter a ligação que tu tinhas com o teu avô, com o meu, ou com os meus avós. mas isso, é uma cena que não vai acontecer e vai ficar como está.
no entanto, vais conseguir ultrapassar esta situação, por mais delicada que seja. tem que haver uma força dentro de ti que seja superior e que consigas levantar a cabeça. :)


De liz collingwood a 28 de Março de 2013 às 01:20
lembro-me ahah sim, maia, e arredores xd
ooh imagino isso tudo, tão lindooo! mas claro, tinha as suas desvantagens, e não sei conseguia aguentar. quer dizer, continuava o sentimento mas era mesmo complicado, uma situação dificil.
estou a ver que és uma pessoa diferente e ao mesmo tempo interessante. mas é assim, preferes sofrer do que ver as tuas pessoas sofrerem? :s
até compreendo que sejas assim! essa situação justifica-se quando saímos magoadas muitas vezes, e pretendemos esconder as nossas partes "fracas" e sensíveis. compreendo mesmo :)


De Jessica Matthews a 28 de Março de 2013 às 09:48
mas é mesmo, só apetece ficar em casa, enrolada nos cobertores, a ver filmes ou cena parecida xd
pronto, eu também tento com que sorrias, tiiiim? também não sou a melhor coisa do mundo para tal, mas olha, azar x)
vai fazer 4 anos em julho :s


De Jessica Matthews a 28 de Março de 2013 às 10:18
ai porra, toda a gente consegue fazer isso menos eu, não me consigo manter acordada depois das 4, caio logo para o lado xd
aiii essa música não, começo a rir-me como uma perdida quando ouço, ahahah xdd
oh, então ainda é natural que sintas tudo isso, é mais recente. quando foi da minha avó, apesar de eu ser extremamente chegada a ela, ainda era uma criança quando tudo aconteceu mas ainda hoje choro quando se fala dela :s


comentar.